A LG anunciou nesta segunda-feira (5) que sairá do mercado de smartphones até junho de 2021. A medida deve impactar a fábrica de Taubaté, no interior de São Paulo.

A produção de monitores em Taubaté não será afetada pela medida. A fábrica de Manaus que produz aparelhos de ar-condicionado, geladeira e outros eletrodomésticos também não deve ser afetada.

A justificativa oficial é que a decisão permitirá que a empresa concentre seus recursos em outras áreas que gerem lucro aos sul-coreanos. Os telefones que já foram lançados devem continuar à venda até o fim do estoque.